Projeto "Viver Melhor" oferece atividade para idosos

21 de Setembro de 2017

O CEPE Natal, há mais de cinco anos, realiza um bem sucedido projeto voltado para a terceira idade, sobretudo os sócios a partir dos 65 anos. O "Viver Melhor" acontece três vezes por semana e oferece aulas de treinamento funcional, passeios, palestras e confraternizações.

Nesse mês de setembro, o projeto recebeu a estudante de psicologia Kalyne Andreya para ministrar a palestra "Quando as emoções adoecem o corpo (somatização)". "Escolhemos esse tema porque a ideia é incentivar uma melhoria na qualidade de vida por meio de atividades físicas e sociais que ajudem no combate à ociosidade e à depressão tão presente na vida de idosos", explica a enfermeira do CEPE Natal, Bruna Campos.

O projeto é exclusivo para os associados do clube, mas a turma tem limite de 50 vagas. "Isso acontece porque cada participante recebe atenção especial durante os exercícios. Mas, por causa da grande procura, temos uma lista de espera para quem quiser participar", explica Bruna.

Os integrantes do projeto precisam ser participantes ativos. Eles tem uma cota de faltas e se, ao longo de cada mês, houver mais de 5 ausências sem justificativa, eles perdem sua vaga. "Tomamos essa decisão porque o projeto necessita de continuidade para que o idoso alcance suas metas. É bom lembrar que a procura por uma vaga é muito grande, porque os idosos são apaixonados pelo projeto", conta Bruna.

O "Viver Melhor" conta com o acompanhamento de profissionais especializados como a enfermeira Bruna, além de um professor de educação física e uma técnica de enfermagem. Eles dão o suporte necessário para que os idosos possam fazer suas atividades com o máximo de qualidade, além de fornecer dicas sobre alimentação e medicamentos.

Para quem ainda não conseguiu participar do projeto, Bruna recomenda a prática de outras atividades físicas já que o CEPE Natal oferece diversas opções de modalidade para quem ainda aguarda na fila de espera. Algumas dessas opções já têm turmas voltadas para pessoas acima dos 60 anos, como o futebol. Ainda é possível praticar musculação na academia do clube, caminhadas na pista ao ar livre, hidroginástica, tênis, natação e muitos outros. "A quantidade de esportes que o CEPE oferece é grande e pode ser que as pessoas se encaixem em alguns deles até a vaga no projeto surgir", conclui Bruna.

Se você quiser saber um pouco mais sobre as atividades do projeto "Viver Melhor" e descobrir quais os esportes que o CEPE oferece aos seus associados, acompanha as notícias pelo site, pelo facebook ou pelo instagram.